Start here

Anúncios

Israelismo ou Judaísmo é um povo pluralista

Shalom!

Arqueologia bíblica é um trabalho muito importante para os profissionais de Antropologia, de Sociologia, de Teologia e de História. A missão de Arqueologia é procura a saber como era o passado a cultura, a vida social e individual, a economia social e individual, a religião nacional e tribal, os tipos de governo, etc…
Apresentamos as figuras abaixo, os cientistas criam várias hipóteses para estudos e pesquisas.

Figura 1 é encontrada no caixão de faraó. Geralmente os egípcios e os sacerdotes faziam culto fúnebre porque acreditavam o faraó teria a vida eterna no outro mundo precisava a estranha e o cérebro sejam retirados e um caixão luxo e estampados por figuras representando os costumes e as vidas cotidianas durante do seu reinado. Então nesta foto é um dos evidentes da existência das raças negras e brancas, porque existiam as pinturas ou tintas de cores diferentes.

hipoteses

Figura 2, os teólogos, os arqueólogos bíblicos, os egiptólogos (são arqueólogos nas terras egípcias), e os historiadores dizem a imagem mostra a existência das classes diferentes de imperial (faraônico), da nobreza até de escravidão porque tem roupas diferentes. Mas tem hipótese entre cientistas dizendo que José (Yosef ben Yagov), quando era vice-governador do Egito, seja negro porque os irmãos não reconheceram como irmão de parte do patriarca, se José fosse branco já é percebido por eles!

Então o povo Israel não tinha única raça pura negra ou branca, sempre foi multirracial, porque misturavam os egípcios dos israelitas (Êxodo 12:38) e haviam os casamentos inter-raciais!

Shalom!

Anúncios

Teshuva (Retorno)

shema israel
“Desaparecerão os pecados da Terra e não mais haverão iníquos.” Salmo 104:35

Haviam certos marginais no bairro onde habitava um rabino, rabi Meir, e eles o importunavam muito. Rabi Meir ia pedir misericórdia em sua reza, para que eles morressem. E esposa ouviu a reza, disse-lhe Beruria, sua esposa: “O que você pensa? Em que se baseia sua conclusão de que você deve pedir que eles morram?” Pois está escrito – disse Beruria a seu marido – “desaparecerão os pecados”. Acaso está escrito “desaparecerão os pecadores?” “Pecados” está escrito! E veja ainda abaixo o final do versículo: “não mais haverão iníquos” – uma vez que “desaparecerão os pecados”, “não mais haverão iníquos?” O que isto nos ensina? Senão que deveis pedir misericórdia sobre eles, para que fazer teshuvá (retorno) e voltem a trilhar o caminho correto, e assim: “não mais haverão iníquos!” O rabi Meir ouviu o ensino da sua amada mulher e pediu a piedade por eles e retornaram ao caminho correto, deixando seus atos perversos. (Talmud Bavli, tratado Berachot, 10A)

“Se o ímpio se converter de todos os seus pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e fizer o que é de equidade e justiça, certamente, viverá; não morrerá. Nenhuma das suas transgressões que cometeu será lembrada contra ele; na sua justiça que praticou, viverá.” Ezequiel 18:21-22

Shalom!

Torah x Talmud

tora talmud
“Disse YHWH a Moisés: sobe a Mim ao monte e deixa-te estar ali; dar-te-ei as tábuas de pedra e a lei e os mandamentos que tenho escrito, para que os ensines.” Êxodo 24:12.
Tábuas referem-se aos Dez Mandamentos; a Lei (Torah); e os mandamentos é ensinada na Torah oral, cujo livro básico é Mishná; ‘que tenho escrito’ são os livros de profetas e escritos, que completam o Tanakh; ‘para que lhes ensine’ trata-se do Talmud (Guemará), pois as leis práticas somente podem ser ensinadas através da Guemará, que é base da halacha. Este versículo nos ensina que todos estes ensinamentos foram dados a Moshé no Monte Sinai. Talmud – massechet Berachot 5ª.
Tábuas de pedras referindo a Dez mandamentos está certo rabínico. E Torah refere-se a Genesis a Deuteronomio está certo rabínico. Mas há um problema da ultima parte da frase ou do versículo da Torah ‘que tenho escrito’ e ‘para que lhes ensine’ estamos obrigado a discordar a opinião rabínica.
Os mandamentos são escritos da cada lei, nada a ver com a Mishná!
‘Que tenho escrito’ não são os livros proféticos (Neviim) nem escritos (Ketuvim), pois são posteriores, porque ‘que tenho escrito’ não tem sentido para os profetas, nunca lemos que D’us deu o mandamento escrito a Isaías, nem a Jeremias! Os Neviim e os ketuvim foram escritos por eles profetas mesmos durante suas visões proféticos e da sua História e as influencias sociais.
Portanto coesão textual é a regra gramatical universal, estudando o ‘que tenho escrito’, ‘que’ é coesão referencial de ‘mandamentos’ por que Ele escreveu os mandamentos nas Tábuas de pedra!
Então ‘para que lhes ensine’ são os ensinamentos de Moisés contidos na Torah, não a Gemara, porque toda a Torah repete muitas vezes “Disse YHWH a Moisés”, “Disse YHWH a Moisés e a Aarão”, até o Moisés registrou as palavras de YHWH (Êxodo 24:4) e releu as palavras registradas, as palavras de YHWH! (Êxodo 24:7).
Talmud é muito diferente, porque repete várias vezes “disse Rabi a Rabi”, e alguns dizem “em nome de Rabi”.
Não podermos de considerar que Talmud (ou Torah oral) é dada a Moisés no Monte Sinai, e verdadeira Torah oral é de Deuteronômio ou Devarim porque o Moisés fizera várias sermões até nomear seu sucessor Oshea ben Nun para líder do povo, e cumpriu-se na profecia de Devarim 18:15-22.

Peregrino da Torah

jetroNo dicionário lusófono sobre Peregrino: Viajante de um lugar de devoção, ou viajando em terras distantes da morada do viajante.

Na pesquisa bíblica que chamou atenção essa palavra “peregrino” foi o versículo 22 do capítulo 2 de Êxodo “ela deu a luz um filho, a quem ele chamou Gérson, porque disse: Peregrino tenho sido numa terra estrangeira”

O Léxico Hebraico-Aramaico do Antigo Testamento, de William L. Holladay explica o significado da palavra hebraica “Ger” como peregrino (hospede ou forasteiro): é um homem que, sozinho ou com sua família, deixa sua aldeia e tribo por causa de guerra, fome, peste, homicídio etc…, e procura abrigo e residência…, onde seu direito de possuir terras, de casar-se e participar na administração da justiça, no culto…

Comparando “Peregrino” em outros versículos da Torah

  • Haverá uma mesma Torah para o natural e o “estrangeiro” que peregrinar entre vós. (Êxodo 12:49)

  • Se um “estrangeiro” peregrinar convosco na vossa terra, não lhe fareis mal… (Levítico 19:33)

  • Uma só Torah e uma só ordenança haverá para vós e para o “estrangeiro” que peregrinar convosco. (Números 15:17)

Geralmente são estrangeiros convertidos a religião de Moisés chama-se peregrinos, mas a questão (Êxodo 2:22) é que Moisés abandonou a religião de Abraão para viver em terra de Midiã, porque foi chamado de “Peregrino”?

O Peregrino tem dois caráteres

  • Em caráter religioso, que tem direitos de participar e de praticar a religião dos nacionalistas como convertido através circuncisão, e tenha uma esposa hebreia ou não. Para mulheres estrangeiras convertidas pela sua declaração da fé judaica, como Ruth declarou para Noemi, em diante Tribunal religioso e ou é casada de um hebreu.

  • Em caráter civil, não trata a religião, é naturalizado que goza os mesmos direitos dos naturais por algum motivo (casou uma pessoa natural, possuir a terra, e outros).

Suponhamos que Moisés foi “naturalizado” em terras midianitas por dois motivos: homicídio e o casamento com Zípora, mas o Êxodo 4:18 mostra o Êxodo 2:22 que seria caráter religioso porque foi pedir a autorização para ir visitar seus irmãos da fé e os irmãos Aarão e Miriam, porque se for ‘civil’ Moisés podia continuar praticar sua religião dos seus patriarcas e pode levar a mulher para onde se quiser como costume do mandamento hebreu (Genesis 2:24), mas o Profeta cumpriu o mandamento midianita pedindo a autorização de Jetro seu sogro!

Afinal, foi Moisés deixou a religião dos seus pais por algum tempo determinado? É nossa pergunta. E a pesquisa não termina aqui, é continuada.

Shalom!

O Jetro é um homem muito religioso tolerante seria bom exemplo para mim e para ti?

SHEMA ISRAEL, YHWH ELOHEINU, YHWH ECHAD*

shema israelÉ principal das pilares da fé judaica, e fomos chamado a ouvir e recitar. Porque a recitar é fundamental para nós não esquecer a mensagem monoteísta judaico da nossa geração, mas tu ensinas a seus filhos e suas filhas recitar o “Shemá”, pois é possível que nossos filhos, filhos dos nossos filhos levando a fé e religião judaicas à sério para gerações futuras até o mundo reparado que “não farão dano, nem destruirão em todo o meu santo monte, porque a terra será cheia do conhecimento de YHWH, assim como as águas cobrem o mar.”** Assim como a Torah nos instruiu uma educação judaica é recitar o “Shemá” como consta em Deuteronômio 6:7.

Até nossas orações tem incluir o Shemá, mesmo quando dormir, e levantar na cama para agradecer. É uma educação judaica tão muita antiga e nada modificou para hoje, assim Daniel e seus três parceiros permaneceram a fé em D’us único***.

Porém não tem necessidade de quatro ou três bençãos para recitar o Shemá, pois não há Torah escrita especifica as bençãos para recitar ou ler do Shemá****.

 ____________________________________________________________________

* Deuteronômio 6:4 em hebraico transliterado

** Isaías 11:9

*** Daniel 3:14-18

**** Se é assim, porque no final se ensina: ‘pela manhã recitar-se duas bençãos antes da leitura do Shemá e uma benção após leitura, à noite recita-se duas bençãos antes da leitura do Shemá e duas bençãos após a leitura. (Berachot cap. 1, pág. 2)

Agora, Conheça o Nome de Deus!

QUEBRAR A PROIBIÇÃO RABÍNICA

QUEBRAR A PROIBIÇÃO RABÍNICA

AMishnáh Beruráh explica assim: É proibido ler o glorioso e temível nome como está escrito, como disseram os sábios: “Aquele que pronunciar o nome conforme está escrito, não tem porção no mundo vindouro.” Por tanto deve ser lido como se fosse escrito: Adonai. (Mishnah Berurah 5:2).

Muitas pessoas não preferem pronunciar o sagrado Nome de Deus para não receber a condenação divina do Dia de Juízo Final. E eles sempre escolha os versos bíblicos os um dos dez mandamentos para justificar a proibição de uso o Nome divino é Êxodo 20:7 “Não tomarás o Nome de YHWH, teu Deus, em vão, porque YHWH não terá por inocente aquele que tomar o Nome em vão”. Mas o que o Êxodo 20:7 quer dizer exatamente?

Primeira coisa para compreender o contexto do antigo pensamento israelita, os cristãos traduzem o Êxodo 3:14 para “Eu Sou O que Sou” e os judeus rabínicos para “Eu Serei O que Serei”, ele está dizendo que o Deus único pode viver além do fim, foi a resposta para o Moisés, mas o Êxodo 3:15 “Mais disse Deus ainda a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: YHWH, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacob, enviou-me a vós. É ESTE O MEU NOME PARA SEMPRE, E É ESTE O MEU MEMORIAL PARA TODAS AS GERAÇÕES”. Leia em Isaías 42:8. Então Deus representou YHWH é o Seu Nome e o significou o Nome “Eu Serei O que Serei” ou “Existia antes do começo e existirá depois do fim” (Isaías 44:6).

Êxodo 3:14 e 15 revela que não existe a proibição de usar o Seu Nome para o mundo conhecer!  Mas o Êxodo 20:3 dizendo que não podermos usar o Nome de Deus em falso juramento (Deuteronômio 6:13, Êxodo 13:19, Êxodo 22:11, Levítico 5:4-6,…), é este o mandamento dizendo que devemos cuidar o seu Nome, mas o grande erro é apagá-Lo. Ou SENHOR, ou ETERNO, ou ADONAY ou CRIADOR não são Nomes, Seu Nome é YHWH (Salmo 83:18), esses são atributos de YHWH!

Já na hora de restaurar o Nome? Pois este o Nome é nossa Redenção! (Joel 3:5, ou nas bíblias cristãs são 2:32). Se proibir, (Mishnah Beruah), o uso do Nome, mas os Sacerdotes usavam para abençoar o povo através a Benção Sacerdotal (Numeros 6:24-26)! O Templo de Jerusalém foi destruído pelos homens miseráveis devido nosso grande pecado é apagar o Nome de Deus: YHWH, significa a gente abandonou YHWH assim Ele abandonou o Templo de Adoração!

Não segue a Tradições Rabínicas como Talmudes, Mishná e Guemara, Sefer haZohar, etc… Como fariseu Flavio Josefo testemunhou sobre a Tradição dos Rabinos na sua época e escreveu: “O que desejo explicar agora é isto, que os fariseus têm entregado ao povo um grande número de observâncias por sucessão de seus pais, as quais não estão escritas nas leis de Moisés; e é por este motivo que os saduceus as rejeitam, e dizem que devemos ter por obrigação as observâncias que se encontram na palavra escrita, porém que não devemos observar as que se derivam da tradição de nossos antepassados.” (Josefo Flavio, Antigüidades dos Judeus 13.10.6)

Arrependa e volta para YHWH hoje!

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O pronunciamento dependendo a idioma onde você vive (Genesis 11:7-9), não é errado se pronunciar “Jeová” ou “Javé” porque é traduzido para o português ou nomes aportuguesados, ou se quiser pronunciar o Nome em hebraico é Yehovah porque os Massoretas colocaram os vogais do Nome YHWH para preservar nas próximas gerações. Mas Yahveh é transliterada para grega feita por Pais da Igreja a quem traduziram.

Na posição Israelita sobre o Pr. Marco Feliciano

bandeira colorida“Aids é um câncer gay”, “Negro é negro e não pode mudar diferente dos homossexuais” e “Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé”

Estas palavras foram proferidas por ministro evangélico Marco Feliciano, enquanto ele diz que não é racista nem homofóbico, mas essas palavras são evidentes que ele é!

Ainda que ele fala: “A Bíblia ordena amar o pecador, e não o pecado”. Veja bem, o crente está presidindo a Comissão de Direitos Humanos e Minorias, então a missão do presidente e os dirigentes da comissão É DEFENDER OS DIREITOS DAS MINORIAS COMO NEGROS, HOMOSSEXUAIS, ETC… Ainda o pastor vai negar os direitos deles por apesar os princípios cristãos? Tem aceitar os direitos dos homossexuais pelo casamento homoafetivo faz parte da sua profissão política.

Negro não é amaldiçoado por Noé. Cam o patriarca das cútis escuras até dos asiáticos (orientais), fica claro que Cam é amaldiçoado por TAL PRÁTICA e não pela cor negra!

Marco Feliciano como cristão, quer dizer que todo cristão tem acreditar o Novo Testamento como livro inspirado, então vamos falar daquelas frases que Paulo escreveu em I Timóteo 3:1-8. O apóstolo Paulo falando que o bispo (pastor-fundador da igreja) tem testemunhar a igual o que ministro faz da sua comunidade e da sua casa. Se usar as palavras (“Aids é um câncer gay”, “Negro é negro e não pode mudar diferente dos homossexuais” e “Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé”) vai ser mesmo do político. Impossível separar as suas atitudes da igreja e da comissão. Por isso NÃO É IDEAL para um cristão ou um muçulmano presidir na Comissão dos Direitos Humanos e Minorias. As duas religiões mundiais sempre teve a favor de negação aos direitos dos homossexuais.

A Comunidade Judaica Brasileira tem maior prazer de apoiar da renúncia (ou da saída) do ministro Marco Feliciano, através no movimento antirracista e anti-homofobia.

Tem uma curiosidade de uma pessoa perguntou que os judeus e os israelitas apoiam o casamento homoafetiva. A resposta será dada a vós, essa originada na Torah (como pode encontra em Levítico 18:22): “Não te deitarás com o homem, como se fosse mulher; é uma abominação”. Quer dizer a Torah condena veemente tal essa prática! Mas entenda que a Torah foi dada ao povo israelita como povo religioso e não ao outro povo qualquer.

O homossexualismo é um povo, mas não professa a religião judaica. Então qualquer uma pessoa tem direito de escolha como livre-arbitro, mas nada a ver que as pessoas dizem que nasceram com a genes defeituosas bla bla bla bla, sim pela escolha ou opção porque eles querem. Se a pessoa quer professar na religião judaica tem obedecer e cumprir todos os mandamentos da Torah. Nós somos Israelitas e tratamos eles como fossem meus amigos e parceiros, e respeitamos as escolhas deles.

Relembrando que o povo israelita foi escravo e estrangeiro numa terra egípcia (Êxodo 22:21, Êxodo 23:9, Levítico 19:34, Deuteronômio 10:19, etc…) que nossos ancestrais teve uma grande experiência dolorosa quanto sofreu no holocausto nazista. No Êxodo 23:9, isso é uma exigência divina para nós entender que eles também sofrem porque eles são humanos como nós!

“Não oprimirás o peregrino, pois vós conheceis o coração dum peregrino, visto que fostes peregrinos na terra do Egito”

Concluirmos que os deveres na Comissão é defender os pedidos deles e apoiar. Para Israelismo é proibido de praticar homoafetiva DENTRO DA COMUNIDADE (INTERNAMENTE), mas entendemos as situações na FORA DA COMUNIDADE (EXTERNAMENTE), é permitido de um israelita a presidir na comissão.

Shalom!

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Não significa que o Israelismo ainda está praticando o homossexualismo, não queremos essa declaração posicional da religião judaica, longe nisso. Claro que todo o mundo precisa de EQUILÍBRIO. Não estamos falando de introduzir o sistema do ensino homoafetivo da educação sexual nas escolas laicas e públicas.

Entenda que o Êxodo 23:9 pede para nós é criar uma ponte de compressão entre comunidades religiosas e as não-religiosas ou Dialogo Intercomunal, isto queremos dizer que cada pessoa ou comunidade tem entender a outra pessoa ou comunidade e vice-versa.

O exemplo, os homossexuais exigem as pessoas heteros considerassem que as homos como pessoas normais, mas também os heteros tem exigir as homos não considerar como homofóbicos. Cada um tem entender, isto é equilíbrio. (Se houvesse desentendimento, o pedido seria inválido)

Outro exemplo, as pessoas homos não querem que a igreja “hetero” pregasse que eles são de diabo e bla bla bla bla, então a congregação vai parar por isso, mas a igreja também quer as homos tem respeitar as normas da Organização Religiosa (pratica o casamento heteroafetivo) quando negar o pedido de casamento homoafetivo (na cerimonia do Templo ou alguma instituição religiosa) ou visitar a igreja ou a religião por apesar seus princípios religiosos, sem ferir dos processos idiotices. Cada um tem entender, isto é equilíbrio!

Então na presidência da Comissão, além de representante às instituições políticas como Três Poderes, como mediante entre as duas comunidades distintas no Diálogo Intercomunal de acordo as leis constitucionais brasileiras.

Requisitos para ser presidência

  • não a ser racista

  • não a ser homofóbico

  • não a ser heterofóbico

  • seja neutro de favor ou de contra

  • tem capaz de mediar das relações intercomunais

    • se uma das comunidades não aceitar a exigência da outra e vice-versa, o mediante tem cancelar para não convém o novo problema

    • se houvesse o desentendimento, também cancelar nem levar o pedido ao Senado para constituir a lei nacional brasileira

  • possuir o Discurso Persuasivo (sabe conversar bem e moderado)

 Mais uma vez Shalom!